Featured

Festival Umundu Lx 2020 fomentou debate urgente sobre a transformação sustentável

O Festival Umundu Lx 2020 decorreu, de 9 a 17 de outubro, em vários espaços, na sua maioria cedidos gratuitamente, em Lisboa e Algés, e também online. Logo o lançamento do Festival Umundu Lx 2020, no auditório da Escola Secundária Pedro Nunes, deu o mote para todo o festival. Perante mais de 70 espetadores, a estreia portuguesa do documentário “Chasing Ice” seguiu-se à apresentação do festival e da necessidade urgente da sua existência. O filme revela a experiência de James Balog, fotógrafo da revista National Geographic, que na primavera de 2005 visita o ártico onde, durante os anos seguintes, recolhe provas irrefutáveis da rápida transformação planetária, desenvolvendo e utilizando equipamento fotográfico capaz de aguentar as condições meteorológicas locais extremas para captar imagens sequenciais de mudanças tanto  espetaculares como assustadoras.    

A seguir, o fim-de semana “UmundUrbano” foi dedicado à sustentabilidade em contexto urbano (10 e 11 de outubro), com a realização de debates, palestras, exposições, lançamento de livro, filmes, oficinas e workshops. A Semana Umundu (12 a 16 de outubro) deu continuidade à exploração do tema da transformação sustentável da sociedade no contexto das alterações climáticas, da perda da biodiversidade e dos limites biofísicos do planeta.

O festival terminou com o MercadUmundu no Jardim do Príncipe Real, no dia 17 de outubro, onde 32 expositores apresentaram projetos individuais e coletivos de produção ecológica e de comércio justo. Não foi apenas um momento para conhecer produtos mais  amigos do Planeta, mas sobretudo para a partilha de informações e para conhecer iniciativas que estão a promover a transformação de hábitos de alimentação, de consumo, de utilização da energia e da água, de produção e de resiliência perante as alterações climáticas.

O Festival Umundu Lx 2020 – Festival para a Transformação Sustentável foi organizado por um coletivo de mais de 20 voluntários  e fruto de um trabalho de 12 meses, tendo sido inteiramente financiado por um processo de  crowdfunding.

Apesar das condições desfavoráveis para a realização do festival, no contexto da pandemia de covid-19, foi possível contar com a participação de centenas de pessoas em 103 eventos, dos quais 58 presenciais, 37 online e 8 híbridos (presenciais + online), promovidos por mais de 100 organizações, com uma média de 30 pessoas por evento.

Durante todo o evento esteve sempre presente a mensagem de mudança urgente do nosso estilo de vida baseada no crescimento infinito da exploração dos recursos do planeta, dos povos do Sul global e dos habitantes das periferias do Norte global, acompanhada da produção de montanhas de resíduos e emissão de gases com efeito de estufa.

Percebermos que há caminhos que podemos e devemos seguir para repensar e redesenhar as sociedades em que vivemos para serem mais resilientes perante as mudanças climáticas e todos os problemas ambientais, sociais e económicos. Além disso, no decorrer do festival, as iniciativas das organizações promotoras mostraram que pode ser possível que as sociedades passem a ter um papel regenerador da natureza.

Assim, o Festival Umundu Lx 2020 permitiu dar o pontapé de saída para um debate urgente e a criação de redes, promovendo a discussão sobre a temática da transformação sustentável e os caminhos para lá chegar. Vamos dar continuidade ao trabalho desenvolvido:

A edição 2021 do Festival Umundu Lx já está a ser pensada e vai acontecer durante o próximo ano. Teremos novidades em breve…