Outubro, 2021

Dom03Out17:0020:00Festival Artes de Rua17:00 - 20:00 Parque AnjosTemas:Comunidade,Crise EconómicaTipo:Música

Descrição

Músicos, malabaristas, pintores, caricaturistas, estátuas humanas, animam o espaço público para quem passa, simplesmente a passear ou nas suas tarefas diárias. São artistas para quem o palco é a rua e a subsistência vem da generosidade de quem entende a sua arte. Apesar dos sorrisos que apresentam e da alegria que oferecem aos locais onde apresentam a sua arte, não é uma vida fácil nem isenta de riscos pois muitas vezes as suas ferramentas de trabalho são apreendidas pela polícia. Muitas vezes a “cegueira” e a “surdez” de quem passa apressado pelas ruas faz com que o “chapéu” chegue ao fim do dia só com algumas moedas pretas de quem ali limpa o bolso dos trocos.

São gente que se esforça, faz a arte que aprendeu e nos oferece espetáculos diários no dia a dia das nossas vidas. Usam a rua como palco pois os outros palcos estão reservados para outros artistas, os que já ganharam nome e que garantem um lucro maior. São gente que procura sobreviver numa sociedade onde reina o dinheiro, o lucro e onde quem oferece ainda é olhado com desconfiança. Animam as nossas ruas e as nossas vidas e merecem ter a oportunidade de pisar um palco, de se sentirem tão artistas como os outros que os pisam a troco do dinheiro dos cachês. Merecem uma plateia que não passe a correr a caminho de outro qualquer lugar. São gente que traz sorrisos e alegria às nossas vidas e que merecem a nossa gratidão.

Intervenientes

  • Mário Trovador

    Mário Trovador

    Mário, o "Trovador", é um cançonetista prolífero, disfuncional, inventivo, controverso, ultra-romântico, irregular, destruidor de todas as normas e convenções, criador de belas melodias e textos simples e acutilantes na sua poética. Pós-doutorado em músico de rua, animou centenas de festas, convívios, noites de bares, grandes palcos, etc, etc... Deu-se a conhecer no 1º de maio de 2000, numa grande festa no parque Eduardo VII (com bancas de informação, comidas, jogos, concertos, etc.) então organizada a partir da B.O.E.S.G. por uma plataforma bastante alargada que se propunha a comemorar o dia do trabalhador de uma perspetiva política anarquista. Criou o Festival Artes de Rua em 2012.

    URL https://trovadoremcompanhia.bandcamp.com/album/trovador-em-companhia-2000-2014

Organizações promotoras

Fábrica de Alternativas

Na Fábrica de Alternativas promove-se a partilha e a solidariedade. Funciona nas vertentes culturais, sociais e formativas. Nascida da cidadania e da livre vontade em contribuir para ajudar na criação de soluções e alternativas, pretende ser livre e aberta, onde todos os associados estão convidados a participar. É apartidária. Defende a liberdade e a pluralidade de opiniões e utiliza a democracia directa e a busca do consenso na tomada de decisões. Promove e pratica a sustentabilidade social, económica e ambiental.

 

Medidas de contingência

Uso obrigatório de máscara
Distancia física obrigatória
Evento ao ar livre
Indicações adicionais Estão em vigor as normas de contingência da DGS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

X
X
X