Outubro, 2022

Sab15Out10:0013:00Oficina de Remendos Criativos10:00 - 13:00 ECOA - Espiral Criativa Oficina de AlmadaTemas:Textil, Roupa & ModaTipo:OficinaInscreve-te8 Lugares livres

Descrição

Nesta oficina vamos ensinar a fazer remendos com ou sem aplicação de tecido e utilizando a técnica do bordado à mão.
Uma técnica extremamente criativa para esconder ou evidenciar buracos, rasgões e nódoas, ou até mesmo para simplesmente embelezar uma peça que precisa de um upgrade 😉
Para isso basta inscreveres-te e trazeres uma peça de roupa que queiras remendar ou apenas personalizar com patchwork e/ou bordados.

Público Alvo: >7 anos (menores de idade devem vir acompanhados por um adulto)

Inscrição

Make sure to RSVP to this amazing event!

Inscreve-te para poderes participar neste evento

Participar

8 Lugares livres

Não consegues participar?Cancela a tua inscrição

Intervenientes

  • Ana

    Ana

    A Ana cresceu do outro lado do rio, onde aprendeu com a mãe a costurar, já mora em Lisboa desde 2009. Licenciada e mestre em Design de Moda pela FAUTL, começou o seu percurso em 2011 ao colaborar com a marca de design sustentável, Lost Values (Londres). De regresso a Lisboa trabalhou como modelista freelancer e designer de figurinos, para cinema, performance e dança. Tem vindo a construir carreira como modelista e designer em Lisboa, tendo sido co-fundadora do 31 d'Atalaia – Associação Artística, do projecto de design sustentável 10/10. Assim como da Associação Fio de Ligação . Actualmente dá aulas nas áreas da história da moda, costura, modelagem e upcycling e é coordenadora do projecto Re:costura.

Organizações participantes

Re:costuraSurgimos com o intuito de repensar o modelo existente e mudar o paradigma da indústria da moda. Pretendemos inspirar o público a reutilizar roupas usadas de uma forma criativa, através da valorização da matéria-prima, e consequentemente, da peça re-criada, vendo a transformação como método preventivo do desperdício, com base na reutilização e numa acção colaborativa, valorizando o material mas também quem o confecciona, e consciencializado o consumidor, para que assim possamos contribuir para a construção de uma sociedade ambientalmente e eticamente mais sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

X
X
X