Outubro, 2021

Seg04Out17:3019:00Evento finalizadoOnlineIniciativa Legislativa de Cidadãos como instrumento da democracia direta17:30 - 19:00 Tema:Ambiente,Ativismo,Cidadania,RecursosTipo:Debate / Conversa

Descrição

O GEOTA, Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente, está a promover um debate ambiental sobre a proteção dos rios e a importância das Iniciativas Legislativas de Cidadãos (ILC) como Instrumentos da Democracia Direta.

Da nascente à foz, os rios são as veias que transportam a água, sedimentos e nutrientes que dão vida ao nosso planeta. Uma barragem impede um processo natural e tão importante que é o ciclo da água e, em Portugal, contamos já com mais de 8.000 barreiras que bloqueiam este ciclo. No entanto, também não existem leis que protejam devidamente os rios e ecossistemas que deles dependem, através da criação de reservas naturais de rios livres.

Nesse sentido, o GEOTA apresentou a Iniciativa Legislativa de Cidadãos ‘Rios Livres’ que visa a recolha de assinaturas para que seja apresentada à Assembleia da República uma Proposta de Lei que proteja os nossos rios, definindo a criação de reservas naturais de rios livres em zonas de proteção que estão devidamente definidas. Esta proposta surge em resposta à falta de uma lei que proteja globalmente os rios e respetivos ecossistemas e habitats em Portugal.

Assinar esta proposta é uma forma de ajudar à criação de uma lei que proteja os rios, bem como os seus ecossistemas, habitats e biodiversidade!

Inscreva-se neste Evento e Assine a ILC aqui: https://bit.ly/3l4rWCw

Inscrição

Inscrições fechadas

Inscreve-te para poderes participar neste evento

Não consegues participar?Cancela a tua inscrição

Evento online

Evento terminou!

Intervenientes

  • Marlene Marques

    Marlene Marques

    Licenciada em Engenharia do Ambiente pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. Mestre em Política, Economia e Planeamento da Energia, sendo o título da dissertação de mestrado “ Os transportes, o ambiente urbano, e a energia. O caso da cidade de Lisboa”. Estudos Pós-Graduados em Cidades Sustentáveis pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. Actividade em regime de voluntariado: Associada do GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente - desde 1981, sendo sócia fundadora, fez parte da Direção da associação tem vindo a participar, em regime de voluntariado nos grupos de trabalho do GEOTA de Energia, Transportes, Ambiente Urbano e Turismo, Verdinho e Grupo de Sensibilização Ambiental, integrou durante alguns anos o Conselho Fiscal, sendo atualmente Tesoureira do GEOTA.

Organizações promotoras

GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente

O GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente é uma Organização Não-Governamental de Ambiente (ONGA) de âmbito nacional, com estatuto de Utilidade Pública. O GEOTA nasceu em 1981 a partir de uma ideia fundamental: considerar o ambiente como um fator central de desenvolvimento. Não há desenvolvimento possível sem salvaguardar os recursos ambientais, tal como não é possível proteger o ambiente à revelia das aspirações dos cidadãos. O GEOTA tem como missão a defesa do ambiente e a promoção do desenvolvimento sustentável, segundo as vertentes da educação, da informação, da formação profissional, da reflexão e intervenção política, da cooperação para o desenvolvimento e da realização de ações para a resolução de problemas ambientais específicos.

geota@geota.pt

Hora

(Segunda) 17:30 - 19:00

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

X
X
X