Outubro, 2021

Sab02Out21:0023:00Evento finalizado"Que estranha forma de vida"Exibição do documentário de Pedro Serra, 201421:00 - 23:00 Fábrica de AlternativasTemas:Agricultura biológica,Agrofloresta,Autossuficiência,Bem-estar,Comunidade,Consumo,Ecologia,Economia Circular,Educação,Floresta,Pegada de Carbono,Permacultura,RecursosTipo:Debate / Conversa,Filme

Descrição

Exibição do filme “Que estranha forma de vida”.

Documentário de Pedro Serra, de 2014, sobre formas alternativas de vida, paralelas à sociedade convencional e por tal apelidadas de estranhas.

Acompanha-se de perto a vivência na eco-aldeia de Cabrum, recente comunidade no norte de Portugal; a Cooperativa Integral Catalana, em Barcelona, que pratica a autogestão com moeda própria – o Eco; e a comunidade de Tamera, no Sudoeste de Portugal, com quase 20 anos de existência, centro de pesquisa para a paz, com filosofia de amor livre e de auto-suficiência. Todos estes projetos procuram uma vida em harmonia, uma visão do futuro baseada na sustentabilidade, nas soluções aos problemas globais através da ação local e na cooperação entre os seres humanos e com a natureza. Estas formas de vida alternativas ao sistema levantam a questão sobre qual o modelo de sociedade que realmente parece mais estranho e obsoleto…

Que estranha forma de vida |
104 min | 2015
de Pedro Serra

Visualização através da Plataforma Oficial VideoCamp.

Inscrição

Inscrições fechadas

Inscreve-te para poderes participar neste evento

Não consegues participar?Cancela a tua inscrição

Intervenientes

  • Isabel Martins

    Isabel Martins

    Alfacinha de nascimento e de ascendência beirã, é professora de matemática e investigadora na área da optimização em Ciências Agrárias em particular na gestão florestal com preocupações ambientais. No dia-a-dia, tem procurado reduzir o seu impacto na saúde da Terra. Gosta de dar vida nova a objectos deitados no lixo.

Organizações promotoras

Fábrica de Alternativas

Na Fábrica de Alternativas promove-se a partilha e a solidariedade. Funciona nas vertentes culturais, sociais e formativas. Nascida da cidadania e da livre vontade em contribuir para ajudar na criação de soluções e alternativas, pretende ser livre e aberta, onde todos os associados estão convidados a participar. É apartidária. Defende a liberdade e a pluralidade de opiniões e utiliza a democracia directa e a busca do consenso na tomada de decisões. Promove e pratica a sustentabilidade social, económica e ambiental.

 

Medidas de contingência

Uso obrigatório de máscara
Distancia física obrigatória
Indicações adicionais Estão em vigor as normas de contingência da DGS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

X
X
X