Outubro, 2021

Seg04Out21:3023:00Evento finalizadoOnlineSurdos Mútuos Big Band apresenta O Necroceno21:30 - 23:00 Auditório BM Orlando RibeiroTemas:Consumo,Novas Tecnologias,Saúde PúblicaTipo:Música

Descrição

Após a performance “Uma Extinção Sustentável”, estreada no Festival Umundulx 2020, os SURDOS MÚTUOS – um trio experimental de criação audiovisual em tempo irreal oriundo dos distúrbios de Lisboa – voltam com um novo texto, novos visuais, novos riffs e loops em “O Necroceno” – uma apocalíptica viagem ao pânico antropocêntrico que é sobrevivermos, “gigantes em informação mas anões em ação política”, neste habit de entropia neuro-liberal e desrespeito pelos ritmos, outrora sagrados, da Natureza.

https://surdosmutuos.bandcamp.com/releases

Fotografias tiradas por:
João Freitas- @jncfreitas

Inscrição

Inscrições fechadas

Inscreve-te para poderes participar neste evento

Não consegues participar?Cancela a tua inscrição

Evento online

Evento terminou!

Intervenientes

  • João Maria

    João Maria

    CTHULU

    Vj_Poetry productions

    URL https://www.youtube.com/user/hallusignoritta

    CTHULU

  • João Meirinhos

    João Meirinhos

    João Meirinhos é licenciado em Ciências da Comunicação, variante de cinema pela FCSH-UNL (2007) e mestre em Antropologia Visual pela Universidade de Manchester (2013). Após trabalhar na indústria publicitária portuguesa, no Verão de 2008 decide partir à procura de novas perguntas. Esse caminho entrou em piloto automático e já o levou a viver em Bologna, Barcelona, Tallinn e Hong Kong. Em 2011 visitou 22 países e foi voluntário internacional pela ONG italiana Bambini Nel Deserto. Com eles montou o Cinéma du Désert – um cinema nómada que funciona a energia solar e viajam longas distâncias, por terra, dentro de um camião a mostrar filmes de graça nas aldeias mais imprevistas do planeta - projeto que já o levou da Mongólia à Costa do Marfim.Impulsionador dos projectos de poesia experimental SURDOS MÚTUOS e Esmegma Jazz.

  • João Menezes Nero

    João Menezes Nero

  • Nuno Delux

    Nuno Delux

    glitch-noise-core from damaia

    URL https://raiodomaluco.bandcamp.com/release

  • Paulo Fernandes

    Paulo Fernandes

    Nascido em Lisboa em 1977, é um artista multidisciplinar, que cria um universo de texturas, padrões e movimentos usando um antigo retroprojetor. A sua performance é um laboratório onde, com certas técnicas, cria um universo visual que nos remete para um visão psicadélica.

  • Tiago Andrade

    Tiago Andrade

    DJ, produtor e performer experimental, conta com intervenções artísticas, edições de autor de projectos musicais e editoriais em Glasgow, Londres, São Paulo e Luanda onde viveu por alguns anos. Formado na Glasgow School of Art, (2008) em Sculpture & Environmental Art. Formação em dança com a Amálgama Companhia de Dança e teatro com o grupo O Bando. O seu trabalho é abrangente e vai ao encontro de uma autenticidade interior e visionária de um mundo melhor, onde a consciência de si é a pedra de toque evolutiva de um ser humano íntegro

  • Tiago Grade

    Tiago Grade

    RIZUMIK

    RIZUMIK (aka Tiago Grade) é um "especialista em ritmo" que se expressa essencialmente através do human beatbox (multi-vocalismo) e percussão, valorizando a improvisação e experimentação. Tem actuado em diversos eventos e concertos em Portugal, Espanha e Estados Unidos, tendo já colaborado com vários artistas nacionais e internacionais. Prémio Jovens Criadores 2008 (música) com o projecto vocal aCorda (com Sara Belo); Representante de Portugal no Beatbox Battle World Championship, em Berlim (2009 e 2012); Vice-campeão da 3ª edição do concurso de beatbox 'Às 3 Pancadas', em Barcelos (2010); Prémio Lucille Lortel Award para Outstanding Alternative Theatrical Experience (Voca People - 2012); Campeão americano de beatbox 2012.

    URL http://www.rizumik.com

    RIZUMIK

  • Violeta Lisboa

    Violeta Lisboa

    Os antecedentes de Violeta são lojas de discos. Trabalhando entre 1998 e 2002 em 3 diferentes, vendeu música a muitos djs portugueses e muito naturalmente tornou-se um. Tendo começado em chill out rooms, rapidamente acelerou os seus bpms para acompanhar a multidão dançante da cena techno underground lisboeta do final dos anos 90. Ela se mudou para Londres em 2003, onde continuou girando discos e organizando eventos nos últimos 8 anos. Membro fundadora do coletivo Sonicultura em Portugal já tocou ao lado de nomes como Monolake, Miss Kittin e Michael Mayer e em grandes festivais internacionais como o Boom Festival, Glade e Sonica. Como uma Vinyl Junkie curada, ela comprou seu primeiro sintetizador em 2010 e a Techno Widow nasceu. Uma nova abordagem de melodias e texturas de som abriu seus horizontes e hoje seus sets são ecléticos e descomprometidos, de extremo bom gosto e perfeitos para onde quer que sejam ouvidos. De piscinas excêntricas no Srilanka a porões escuros em Lisboa, eles mantêm o pai da noiva, o louco técnico e o trompetista aposentado, feliz e tocando.

    URL https://minotaura.tumblr.com/

Medidas de contingência

Uso obrigatório de máscara
Distancia física obrigatória
Indicações adicionais Estão em vigor as normas de contingência da DGS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

X
X
X